Select Page

SA gestão financeira é o cérebro de uma empresa. É o que permite o funcionamento do negócio e, quando bem executada, proporciona o crescimento do empreendimento. 

Ela envolve administrar adequadamente os recursos e os gastos relacionados à operação para garantir melhores resultados e a continuidade da empresa. 

O gestor financeiro sempre está envolvido com a busca pela redução de custos, que passa pelo planejamento financeiro e pela melhor forma de utilizar os recursos. 

Entre os gastos envolvidos na gestão financeira estão os custos fixos e os custos variáveis. É fundamental conhecer profundamente cada gasto para identificar formas de readequá-los quando for preciso, buscando sempre o equilíbrio financeiro e o lucro.

Esse conhecimento é essencial, pois eles afetam diretamente as decisões operacionais da empresa. 

O que são custos fixos e variáveis?

Os custos fixos são aqueles que existirão independentemente do volume de produção da empresa. São aqueles que permanecem iguais mesmo nos meses de baixa ou alta produção. 

Os custos fixos mais comuns são aluguel do espaço, salário dos funcionários, pagamento com segurança, custo de hospedagem de um site, por exemplo. Esses valores serão devidos sob qualquer hipótese. Além disso, são custos que, normalmente, sofrem reajustes esporádicos, frequentemente anuais. 

Já os custos variáveis acompanham o ritmo do volume de produção da empresa, ou seja, eles aumentam quando também aumenta o trabalho. 

Está incluída nos custos variáveis a energia elétrica, água, matéria-prima, a hora extra dos funcionários, entre muitas outras possibilidades. Cada empresa poderá ter diferentes custos variáveis e fixos, dependendo do seu segmento. 

Por que é importante saber a diferença entre custo fixo e variável? 

É fundamental que o gestor conheça os custos fixos e variáveis da empresa, pois será através deles que importantes decisões poderão ser tomadas. 

Um exemplo é a decisão sobre o aumento da produção. Se a empresa possui alto custo fixo e baixo custo variável, ela sabe que pode aumentar a produção sem gerar um grande aumento de gastos. 

Nesse exemplo, ela conseguiria diluir os custos e tornar os resultados mais eficientes. Dessa forma a empresa pode aumentar consideravelmente a margem de lucro, se tornando uma grande oportunidade de investimento. 

Porém, ao contrário, uma empresa que possui alto custo variável precisa avaliar até qual ponto o aumento da produção é benéfico. Nesse caso com esse aumento da produção, também chegam os custos aumentados relacionados. 

Outro fator que eleva a importância de conhecer profundamente os custos da empresa, sejam eles variáveis ou fixos, é a precificação do produto ou serviço. 

Nos casos em que existem mais custos fixos, é possível prever que um aumento de produção pode reduzir o custo final do produto, permitindo a diminuição do preço final para o consumidor ou o aumento do lucro individual. 

Além disso, a separação dos custos é fundamental para manter os gastos controlados, para identificar para onde está indo o orçamento da empresa e também para identificar oportunidades de redução de gastos ao longo do tempo. 

Como administrar os custos de uma empresa?

O primeiro passo deve ser organizar as finanças. É fundamental registrar todas as receitas e despesas da empresa e separá-las conforme a sua categoria. 

Com esses dados em mãos, verifique se a sua empresa possui mais custos fixos ou variáveis e considere o aumento da produção para aumentar a lucratividade. 

Estabeleça uma meta que seja suficiente para cobrir os custos. E o valor que ultrapassar essa meta será sinônimo de crescimento na margem de lucro. 

Outro fator importante é sempre contar com uma reserva para suprir os gastos em momentos de quedas nas vendas. Além disso, ter estratégias para reavaliar os custos e reduzir os gastos quando necessário. 

O conhecimento dos custos e o planejamento financeiro são a chave para a gestão financeira eficiente. É fundamental manter um registro organizado e atualizado das contas e sua categorização. 

Hoje já existem diversas ferramentas disponíveis que auxiliam a realizar essa tarefa. Invista em recursos que facilitem a gestão financeira do seu negócio, dessa forma fica mais fácil se concentrar na estratégia. 

Agora que você já sabe o que são os custos fixos e variáveis, coloque em prática esses ensinamentos e planeje uma estratégia de aumento de lucro para sua empresa.